366 Poemas que Falam de Amor

366 Poemas que Falam de Amor

ISBN:9789725645833
Edição/reimpressão:04-2003
Editor:Quetzal Editores
Código:006800000007
ver detalhes do produto
21,15€
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
21,15€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEsgotado ou não disponível
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

No limiar de um ano bissexto, Vasco Graça Moura escolheu para os 366 dias do ano poesia amorosa de autores de espaços, tempos e registos muito diversos. Uma antologia que faltava; um coro de vozes muito variadas que falam de amor e do mais que se verá.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

366 Poemas que Falam de Amor
ISBN:9789725645833
Edição/reimpressão:04-2003
Editor:Quetzal Editores
Código:006800000007
Idioma:Português
Dimensões:127 x 209 x 44 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:524
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
Personagem polifacetada da vida cultural portuguesa (Foz do Douro, 3 de Janeiro de 1942 — Lisboa, 27 de Abril 2014). Poeta, romancista, ensaísta, tradutor, foi secretário de Estado de dois Governos provisórios, desempenhou funções diretivas na RTP, na Imprensa Nacional e na Comissão para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Em 1999, foi eleito deputado ao Parlamento Europeu. Para ele, a poesia "é uma questão de técnica e de melancolia", crescendo d' A Furiosa Paixão pelo Tangível através de uma densa rede metafórica que combina a intertextualidade, relacionada especialmente com Camões, Jorge de Sena, Dante, Shakespeare e Rilke, objetos privilegiados de estudo deste autor, e uma tendência ironicamente discursivista assente na agilidade sintática. É autor de três ensaios sobre Camões: Luís de Camões: Alguns Desafios (1980), Camões e a Divina Proporção (1985) e Sobre Camões, Gândavo e Outras Personagens (2000). Em 1996, a sua obra foi reunida em volume. Dos títulos deste autor, podemos salientar Concerto Campestre, os romances Quatro Últimas Canções (1987) e Meu Amor Era de Noite (2001), os livros de poesia Uma Carta no Inverno, que lhe valeu o prémio da APE, e Poemas com Pessoas (ambos de 1997). Recebeu o Prémio Pessoa em 1995 e a medalha de ouro da Comuna de Florença em 1998, ambos atribuídos à sua tradução da Divina Comédia de Dante.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK