Mediterrâneo, de João Luís Barreto Guimarães, vence Prémio de poesia nos Estados Unidos.

Mediterraneo
Mediterrâneo, de João Luís Barreto Guimarães, traduzido para inglês por Calvin Olsen, foi anunciado no passado sábado como vencedor do Willow Run Poetry Book Award 2020, nos Estados Unidos da América. O autor torna-se, assim, o primeiro português e o terceiro poeta distinguido pelo notável prémio, precedido por Roy Bentley (2019) e Carol Tyx (2018). Além de um prémio monetário, a obra conhecerá agora edição e distribuição no mundo anglo-saxónico, numa edição da Hidden River Press, de Filadélfia, Pensilvânia, dirigida pela escritora Debra Leigh Scott, que presidiu ao júri.

2021-02-11 / O livro de João Luís Barreto Guimarães – que além de poeta e tradutor também é médico (...)

Uma narrativa cheia de humor, inteligência e sabedoria.

Morrem Mais de Mágoa
Onze anos depois da sua primeira edição pela Quetzal Editores, volta a ser publicado em edição revista e com nova capa aquele que é um dos grandes romances de um dos grandes mestres da narrativa do século XX e Prémio Nobel da Literatura, Saul Bellow. Morrem Mais de Mágoa, escrito em 1987, regressa às livrarias nacionais a 14 de janeiro.

2021-01-11 / Morrem Mais de Mágoa tem o humor ágil da farsa, mas são inseparáveis do seu enredo (...)

Uma história de negros contada por brancos.

Um Tambor Diferente
Por razões desconhecidas, em junho de 1957 todos os habitantes negros de Sutton – cidade criada por William Melvin Kelley – pegam nos seus haveres e entram em autocarros ou partem a pé com destino incógnito. O episódio é relatado pelos brancos que permanecem, testemunhas impotentes e estupefactas. Assim como toda a história dos Tucker – antigos escravos cujo último membro liberto pôs em marcha o êxodo – é contada pelos vários membros da família Willson, proprietários de terras e, no passado, de escravos também.

2021-01-08 / Oportuno e extremamente atual, o romance de estreia do escritor afro-americano, que o deu (...)

Regressam os bons livros da Quetzal.

Um Tambor Diferente
O primeiro trimestre do ano de todas as esperanças traz boas propostas de leitura com o cunho Quetzal Editores. Além da reedição há muito aguardada de O Aleph, do incontornável Jorge Luis Borges, estamos a preparar a publicação de Viver Num Mundo Imprevisível, em que Frédéric Lenoir ensina a repensar a vida nestes tempos pós-COVID, vamos recuperar Esteiros, de Soeiro Pereira Gomes, um documento quase esquecido da história portuguesa do século XX, e contamos ainda com espaço para o mais recente romance de Julian Barnes, o assombroso primeiro romance do afro-americano William Melvin Kelley e mais um título da coleção Terra Incognita, que reúne textos de viagens de Eça de Queirós. Entre as novidades 2021, estão também crónicas de Maria do Rosário Pedreira, um divertidíssimo livro de Laurent Binet e outro não menos entusiasmante de Andrew Ridker.

2021-01-07 / JANEIRO

Segurem-se. Vamos zarpar nas 50cc.

As Motos da Nossa Vida
Há sons inconfundíveis, que se distinguem com precisão, mesmo à distância. Assim são os motores das motorizadas portuguesas de cinquenta centímetros cúbicos, 50cc, que não existem sem a nostalgia de uma viagem ao passado. Ao delicioso arranque e roncar contínuo, umas vezes mais agudo, outras com o tom grave que a solenidade exige, alia-se o design único e singular das motos que marcam a época em que o país rural se industrializou. As Motos da Nossa Vida, com assinatura de Pedro Pinto, é a promessa dessa viagem alucinante a parte significativa da nossa História do século XX. Chega às livrarias a 20 de novembro.

2020-11-16 / Com capa dura, um belíssimo papel Magno Satin de 150 gramas e inúmeras fotos e (...)

Mais Notícias

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK