João Luís Barreto Guimarães vence Prémio Literário Glória de Sant’Anna 2024.

Aberto_Todos_Dias_160.jpg
É com grande alegria e satisfação que a Quetzal informa que João Luís Barreto Guimarães acaba de ser anunciado como o vencedor da 11.ª edição do Prémio Literário Glória de Sant’Anna, com o livro Aberto Todos os Dias, distinguido pela organização como «uma reflexão poética íntima sobre situações quotidianas geradoras de ansiedade».

2024-05-13 / O júri, composto pelo crítico literário galego Xosé M. Eyré, pela escritora e tradutora (...)

J. Rentes de Carvalho escreve sobre os malandros da pátria.

Cravos_e_Ferraduras_160.jpg
A uma semana de completar noventa e quatro anos, J. Rentes de Carvalho, o nosso romeiro sem romaria (é esse o seu ex-libris) apresenta Cravos e Ferraduras, um retrato dos últimos anos da vida portuguesa (d)escrito através de personagens escolhidas a dedo. É sobre os portugueses de província, os manhosos e malandros da pátria, que o escritor se deixa espraiar em contos e crónicas com figuras que não merecem a nossa piedade e que tantas vezes nos enternecem.

2024-04-24 / Trocando os nomes e avariando as grandes teorias sobre o funcionamento da pátria, estes (...)

Detetive Pepe Carvalho regressa a Portugal.

OsMaresdoSul_160.jpg
Excêntrico e fascinante, Pepe Carvalho é uma personagem mítica do escritor catalão Manuel Vázquez Montalbán, que também se notabilizou na literatura policial. E é com Os Mares do Sul que a Quetzal inicia a publicação dos livros protagonizados por este detetive e gastrónomo tantas vezes contraditório. A obra chega às livrarias nacionais a 2 de maio, com tradução de António José Massano.

2024-04-24 / Quando Carlos Stuart Pedrell, um empresário de sucesso, aparece morto, esfaqueado, num (...)

«A vida é tão curta, porque é que não havemos de comer bem?»

Umagrandealmocarada_160.jpg
Poucas coisas fariam o grande poeta norte-americano Jim Harrison mais feliz do que comer bem e beber melhor. «Jim deliciava-se com a frivolidade sem pudor da refeição», escreve o seu grande amigo e chef Mario Batali na introdução de Uma grande almoçarada, o livro que reúne alguns dos seus melhores textos e crónicas e que a Quetzal publica a 2 de maio, com tradução de Isabel Lucas. «A vida é tão curta, porque é que não havemos de comer bem ou de trazer os ou-tros para o prazer da nossa mesa?»

2024-04-23 / Poeta, ensaísta e ficcionista prolífico, Jim Harrison foi um dos autores mais amados da (...)

Como a arte de caminhar se transformou numa arte de viver.

ASociedadeMuitoSecretadosCaminhantesSolitarios_160.jpg
É sobre o prazer de existir sem pensar que Rémy Oudghiri se debruça no livro A Sociedade Muito Secreta dos Caminhantes Solitários, que a Quetzal disponibiliza a 18 de abril, com tradução de Antonio Sabler. O que nos leva a caminhar na mais completa solidão? Não é apenas exercício físico. É um reencontro com a espiritualidade e a consciência.

2024-04-17 / «A ideia de que perder-se era uma arte encantou-me», escreve Rémy Oudghiri no preâmbulo de (...)

Mais Notícias