Bucólicas

de Virgílio

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 9789897227462
Edição/reimpressão: 10-2021
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068001066
ver detalhes do produto
19,90€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
19,90€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

As Bucólicas são, na linha do tempo, o primeiro grande poema de Vergílio e, na realidade, os mais intraduzíveis de todos os textos poéticos. A beleza do verso vergiliano (que, em latim, é música ao nível de Mozart) evapora-se por completo noutra língua. Além da beleza do texto - que se pode dizer que inventou o «latim poético» -, trata-se de poesia de primeira água, luminosa e fundadora de uma grande tradição ocidental de expressão poética. Esta edição reproduz a sua tradução, em verso, e o original latino. Apresenta, além disso, uma preciosa introdução e notas de Frederico Lourenço.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Um acontecimento
Rui Mateus | 2021-10-06
Sem ainda conhecer o livro, mas sendo um apreciador do trabalho ficcional e académico de Frederico Lourenço, estou certo de que esta edição será um marco na divulgação da poesia de Vergílio em Portugal. Esteticamente, o livro mantém a linha primorosa de outros do autor e é de esperar o melhor da tradução, das notas e comentários. Uma nota para a Bertrand: na ficha do livro, as línguas de edição são o português e o latim, não o grego...

DETALHES DO PRODUTO

Bucólicas
ISBN: 9789897227462
Edição/reimpressão: 10-2021
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068001066
Idioma: Português, Latim
Dimensões: 150 x 216 x 30 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 352
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Poesia
Ensaísta, tradutor, ficcionista e poeta, Frederico Lourenço nasceu em Lisboa, em 1963, e é atualmente professor associado com agregação da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e membro do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da mesma instituição. Foi docente, entre 1989 e 2009, da Universidade de Lisboa, onde se licenciou em Línguas e Literaturas Clássicas (1988) e se doutorou em Literatura Grega (1999) com uma tese sobre Eurípides, orientada por Victor Jabouille (Lisboa) e James Diggle (Cambridge). Publicou artigos sobre Filologia Grega nas mais prestigiadas revistas internacionais (Classical Quarterly e Journal of Hellenic Studies) e, além da Ilíada, traduziu também a Odisseia de Homero, tragédias de Sófocles e de Eurípides, e peças de Goethe, Schiller e Arthur Schnitzler. No domínio da ficção, é autor de Pode Um Desejo Imenso (2002). Na poesia, é autor de Santo Asinha e Outros Poemas e de Clara Suspeita de Luz. Publicou ensaios como O Livro Aberto: Leituras da Bíblia, Grécia Revisitada, Estética da Dança Clássica e Novos Ensaios Helénicos e Alemães (Prémio PEN Clube de Ensaio 2008). Recebeu ainda os prémios PEN Clube Primeira Obra (2002), Prémio D. Diniz da Casa de Mateus (2003), Grande Prémio de Tradução (2003), Prémio Europa David Mourão-Ferreira (2006).
Em 2016 iniciou na Quetzal a publicação dos seis volumes da sua tradução da Bíblia (que lhe valeu o Prémio Pessoa); em 2019 publicou uma Nova Gramática do Latim; em 2020, Latim do Zero a Vergílio em 50 Lições e Poesia Grega de Hesíodo a Teócrito (edição bilingue em grego e português); e, em 2021, as Bucólicas de Vergílio (em latim e português).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK