Os Dias de Davanzati

Os Dias de Davanzati

Do autor de "Somos o Esquecimento que Seremos"
ISBN: 9789897220319
Edição/reimpressão: 07-2012
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000352
ver detalhes do produto
5,00€ I
-20%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
5,00€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Esta é a história de uma intromissão. Por um acaso, o narrador desta história começa a encontrar, no lixo do prédio, escritos de um vizinho misterioso. Em breve descobrirá que esse homem de certa idade, de rotinas pendulares, se trata afinal de Davanzati, um romancista com sucesso no passado e, entretanto, desaparecido da ribalta literária.
A partir desse momento tornar-se-á leitor obsessivo - e único - dos desperdícios que constituem uma enorme galeria de estilos literários de um escritor que não escreve para ninguém. Os Dias de Davanzati analisa as relações entre a literatura e a vida a partir de um ângulo de grande originalidade: ligando a literatura ao lixo, num jogo em que as palavras se revelam resíduos sem valor de uma vida que não foi vivida; e as que se estabelecem entre a escrita e a leitura, a uma nova luz: a leitura como violação da escrita.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Senhor de um talento e de uma elegância subtis, Faciolince consegue-nos fazer atravessar uma série de textos em que Davanzati luta com temas difíceis como o suicídio ou a pequenez daquilo com que se ocupam poetas, romancistas ou filósofos […].»
Rui Lagartinho, Público

DETALHES DO PRODUTO

Os Dias de Davanzati
ISBN: 9789897220319
Edição/reimpressão: 07-2012
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000352
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 233 x 16 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 208
Tipo de Produto: Livro
Héctor Abad Faciolince nasceu em Medellín, na Colômbia, onde também realizou os seus estudos - todos inacabados - de medicina, filosofia e jornalismo. Após a sua expulsão da Universidade Pontifícia Boliviana (por causa de um artigo irreverente contra o Papa), viajou para a Itália, onde se licenciou em Literaturas Modernas. Regressou à Colômbia em 1987. Nesse ano, depois de os paramilitares assassinarem o seu pai, foi alvo de várias ameaças de morte e refugiou-se novamente na Itália. Publicou quatro romances, entre os quais Basura, que lhe valeu o Primeiro Prémio de Narrativa Inovadora da Casa da América de Madrid. A sua obra está traduzida para o inglês, o alemão, o grego e o português.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK