Montedor

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
14,39€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
14,39€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Ao longo das gerações, são sem conta as famílias portuguesas em que há alguém como o triste protagonista de Montedor: rapaz sem futuro, com um passado apenas de sonhos, arrastando-se num presente que é uma verdadeira morte lenta.

Mau grado a simplicidade das personagens e das cenas, há no romance uma tensão permanente, e pode-se com verdade dizer que quase cada página encerra um momento dramático ou antecipa uma tragédia, a qual, talvez porque raro chega a acontecer, cria um desespero cinzento, retratando bem, e cruamente, os medos e o sofrimento da sociedade portuguesa, passada e presente.

Publicado pela primeira vez em 1968, Montedor é o romance de estreia de J. Rentes de Carvalho, sobre o qual escreveu José Saramago: «O autor dá-nos o quase esquecido prazer de uma linguagem em que a simplicidade vai de par com a riqueza (...), uma linguagem que decide sugerir e propor, em vez de explicar e impor.»
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Graças ao empenho da Quetzal, abre-se agora um tempo em que Portugal pode começar a descobrir a obra de J. Rentes de Carvalho.»
Público

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

De uma lucidez admirável!
Ana Sousa - Bertrand Fórum Coimbra | 2017-04-14
O primeiro livro de Rentes de Carvalho decorre numa aldeia de Trás-os-Montes numa época em que, durante o Estado Novo, a crença num amanhã promissor, especialmente por parte dos jovens, era remota. Traçando um fiel retrato do Portugal rural da altura, a história deste romance é contada através das vivências de um rapaz que, após o término dos estudos, se vê sem objectivos. Vivendo à sombra dos seus sonhos e das suas mirabolantes fantasias, o presente e o futuro fundem-se, ambos sem esperança. Escrito com uma simplicidade tocante, perante uma população, também ela, descomplicada, o Montedor apela à reflexão. À meditação acerca de uma sociedade à qual, todos nós, pertencemos num passado tão recente. De uma lucidez admirável.

DETALHES DO PRODUTO

Montedor
ISBN: 9789897221859
Edição/reimpressão: 09-2014
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000486
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 232 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 168
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Livros > Literatura > Romance
De ascendência transmontana, nasceu em 1930 em Vila Nova de Gaia. Obrigado a abandonar o país por motivos políticos, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo e Paris. Em 1956 passou a viver em Amesterdão, e foi professor de Literatura Portuguesa entre 1964 e 1988. Dedica-se desde então exclusivamente à escrita e a uma vasta colaboração em jornais portugueses, brasileiros, belgas e holandeses, além de várias revistas. Escreveu romances (entre eles Ernestina, Montedor, O Rebate, A Sétima Onda, A Amante Holandesa ou O Meças), contos, diário (Tempo Contado, Grande Prémio de Crónica da APE, 2012), crónica (Mazagran, 1992, Grande Prémio de Crónica da APE, 2013) ou ensaios. Vive entre Amesterdão e Estevais (Mogadouro).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK