La Coca

La Coca

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN: 9789725649169
Edição/reimpressão: 01-2014
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000227
Coleção: Língua Comum
ver detalhes do produto
15,50€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para a Formação de Adultos, como sugestão de leitura.

Manuel Galeano - que sempre tivera "o contrabando no sangue" - sumiu antes do segundo encontro. Inesperadamente, como cruzara o caminho do seu velho conhecido em Amesterdão. O primeiro encontro, seguido de uma conversa saborosa no bar de um hotel, cheia de memórias de juventude e de algumas confidências do presente, é o ponto de partida para uma longa evocação e uma viagem sentimental: da história do tráfico entre o Minho e a Galiza - tráfico de cigarros, uísque, barras de ouro, gado e café e mais recentemente de narcóticos - e os seus protagonistas - Diogo Romano, El Min, Sito Miñano, o Pardal, o Pepe, Mustafé e o Laurestim-, que durante décadas enformaram o imaginário pícaro local; e a viagem de revisitação que o autor deste livro faz aos lugares da infância e da primeira idade adulta.
La Coca é também uma investigação literária - que se materializa neste livro - e um pequeno tratado dos mecanismos da memória.
Um romance breve, profundamente irónico e terno. E a escrita clara, brilhante, de Rentes de Carvalho.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Presumo que seja essa a “moral” do livro: ninguém sabe como raio criamos as nossas memórias. Talvez sejam histórias que contamos a nós mesmos para justificarmos como andamos no mundo. Talvez sejam uma zona de conforto, uma almofada para tornar o leito da morte mais suave. E talvez seja aquilo a que se costuma chamar um livro de velho, aquele tipo de literatura que um escritor só produz (com brevidade e urgência macerada) quando já viu ou pensou muito.
[…] Mas ao contrário do que é habitual na literatura de velho, aqui não se cai na amargura. O que em si, e já descontando o serviço que presta à pátria ao tão bem narrá-la, faz de La Coca um pequeno milagre.»
João Bonifácio, Público

«La Coca é para o Alto Minho aquilo que A Amante Holandesa é para Trás-os-Montes, ou seja, estamos perante um fresco social e histórico que põe em causa a narrativa dos brancos costumes. […] La Coca é, portanto, o retrato do abismo entre a falsa brandura e a bruteza real dos portugueses, entre a beleza tranquila da paisagem e a violência que corre nas veias das nossas gentes.»
Henrique Raposo, LER 104

«Graças ao empenho da Quetzal, abre-se agora um tempo em que Portugal pode começar a descobrir a obra de J. Rentes de Carvalho.»
Público

«A elegância do estilo, a força da ironia, o poder de em poucas palavras desenhar uma personagem - com essa perícia, J. Rentes de Carvalho empresta aos acontecimentos um carácter assustador e inesquecível.»
Vrij Nederland

«Uma linguagem que decide sugerir e propor, em vez de explicar e impor.»
José Saramago

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Investigação ou romance?
Henrique Fialho - Livreiro Bertrand La Vie Caldas da Rainha | 2017-03-16
Publicado inicialmente na Holanda, em 1994, "La Coca" mereceu uma primeira edição portuguesa, com o título castelhano vertido para a língua de Camões - "A Coca" -, seis anos depois. Reaparece como se nem um grama de tempo tivesse passado sobre ele. Importa sublinhar a capacidade de a partir de um pretexto tipicamente jornalístico (investigar os meandros do contrabando e do narcotráfico na região de Trás-os-Montes) o autor se deixar enredar nos labirintos das recordações pessoais e nos transportar, mais uma vez, aos tempos das suas infância e adolescência. Mas se é verdade que neste livro encontramos um retrato de um espaço e de uma época, menos verdade não será que esse retrato pode ser considerado acessório quando nele vislumbramos algo que extravasa as fronteiras do espaço e do tempo, isto é, a necessidade de um homem se encontrar consigo próprio para lá das personagens e das histórias que o habitam.

DETALHES DO PRODUTO

La Coca
ISBN: 9789725649169
Edição/reimpressão: 01-2014
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000227
Coleção: Língua Comum
Idioma: Português
Dimensões: 148 x 233 x 15 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 188
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Livros > Literatura > Romance
De ascendência transmontana, nasceu em 1930 em Vila Nova de Gaia. Obrigado a abandonar o país por motivos políticos, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo e Paris. Em 1956 passou a viver em Amesterdão, e foi professor de Literatura Portuguesa entre 1964 e 1988. Dedica-se desde então exclusivamente à escrita e a uma vasta colaboração em jornais portugueses, brasileiros, belgas e holandeses, além de várias revistas. Escreveu romances (entre eles Ernestina, Montedor, O Rebate, A Sétima Onda, A Amante Holandesa ou O Meças), contos, diário (Tempo Contado, Grande Prémio de Crónica da APE, 2012), crónica (Mazagran, 1992, Grande Prémio de Crónica da APE, 2013) ou ensaios. Vive entre Amesterdão e Estevais (Mogadouro).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK