Felizes os Felizes

Formatos disponíveis
15,50€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
15,50€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Os «felizes» do romance de Yasmina Reza (o título é inspirado no Sermão da Montanha do Evangelho segundo São Mateus) são personagens de uma comédia humana que todos conhecemos: elas são atormentadas, cheias de raiva, histéricas, coladas a um quotidiano que já não controlam; eles, obcecados por um futuro que não conseguem imaginar, um futuro de desejos gorados, doenças e crises. Yasmina Reza retrata momentos fugidios do dia a dia das personagens, também elas narradoras da sua história, e da dos outros, em capítulo próprio: a amizade, a filiação, o amor, a realização, a dependência. Tudo numa escrita seca, divertida e lúcida - em que «as emoções são assassinas».
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Perturbador e hilariante, Felizes os Felizes faz-nos transitar incessantemente entre a angústia e o riso.»
Le Monde

«Em Felizes os Felizes, um romance estonteante, a dramaturga Yasmina Reza declina com rara violência cenas da vida conjugal.»
Le Nouvel Observateur

«Uma crónica da idade madura escrita num tom feroz e carregado de humor.»
L’Express

DETALHES DO PRODUTO

Felizes os Felizes
ISBN: 9789897221590
Edição/reimpressão: 05-2014
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000461
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 233 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 152
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Yasmina Reza

Yasmina Reza é dramaturga, argumentista, atriz e romancista, e uma das figuras mais conhecidas das artes do palco francesas. Felizes os Felizes é o seu primeiro livro de ficção publicado em Portugal.
Yasmina Reza tem sido galardoada com as mais importantes distinções, como o Prémio Molière, que recebeu em 1987, 1988, 1990 e 1994 (para melhor autora, melhor tradução, melhor produção, e para melhor autora, peça e produção, respetivamente); ou o Prémio Laurence Olivier, em 1998 e em 2009, para melhor comédia; recebeu o Tony em 1998 e em 2009 (pela melhor peça), sendo o posterior pela muito célebre peça teatral Le Dieu du Carnage, também adaptada ao cinema.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK