A Diagonal Alekhine

Formatos disponíveis
18,80€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,80€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

A vida inacreditável de Alexandre Alekhine, conhecido com «o sádico do xadrez», «mais imoral do que Jack, o Estripador», consagrado pelo Czar, perseguido por Estaline, chantageado por Goebbels - e que morreu no Estoril, só e em circunstâncias dramáticas.

Campeão mundial, russo branco, naturalizado francês, Alexandre Alekhine (Moscovo, 1892-1946) joga a sua vida como as suas próprias partidas de xadrez (arrebatou o título mundial de xadrez contra o lendário Raúl Capablanca aos 35 anos), de vitória em vitória e de continente a continente. Em Buenos Aires foi apanhado pelo começo da II Guerra Mundial, em 1939. Mobilizado e obrigado a regressar a Paris, testemunhou o colapso do seu país de adoção; instrumentalizado e sitiado pelos novos donos da Europa, é obrigado por Joseph Goebbels a participar em torneios nos novos territórios do III Reich. De jogador, transforma-se em objeto de jogo. As suas peças-chave caem no tabuleiro da sua vida: a sua mulher, Grace, os grandes mestres judeus, até os seus melhores rivais.

Quando a guerra acabou, refugiou-se em Portugal a fim de preparar uma última partida (contra o campeão soviético, Mikhail Botvinnik). Instala-se no Estoril, ainda um ninho de espiões, e, sem dinheiro, fazia exibições no Casino, no Instituto Superior Técnico e na Sociedade de Geografia. Nos últimos dias de vida enfrenta o desconhecido, o alcoolismo e o passado - morreu em circunstâncias estranhas, e muito discutidas (até pela autópsia, realizada pela PIDE), a 24 de março de 1946. Ainda é um mistério. Este romance é o filme dramático e enigmático das suas últimas sete semanas de vida.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Um thriller subtil misturado com romance histórico.»
Lisa Vignoli, Marie Claire

«Narrador prendado, Arthur Larrue muda de ritmo e registo ao longo dos capítulos, mantendo o suspense ao longo desta crónica implacável de uma morte anunciada. Impressionante, este livro é o novo sucesso deste escritor singular que seria uma pena perder.»
Alexandre Fillon, Les Echos

«Um génio do xadrez que provoca admiração e repulsa ao mesmo tempo, e que Larrue glosa no seu romance com um estilo vigoroso e grande domínio do ofício.»
Leontxo Garcia, El País

«Estas páginas representam a recuperação da memória destes mestres que terminaram em circunstâncias por vezes trágicas: [...] Alekhine aparece com todas as suas iniquidades e vergonha, mas, ao mesmo tempo, com os seus méritos. [...] O retrato de uma pessoa que, ao longo da vida, foi uma boa peça.»
Javier Ors, La Razón

«O romance é uma viagem vibrante, quadrado a quadrado, ao final da vida de um génio do tabuleiro, marcado pela sua ambiguidade moral, o claro-escuro da sua personalidade e os acontecimentos da II Guerra Mundial.»
Carlos Joric, La Vanguardia

«Este romance biográfico tem como principal virtude separar xadrez e vida sem separar xadrez e moral, e falar de xadrez sem jogar xadrez. [...] Larrue surpreende-nos com sua narrativa.»
Fernando Bonete, El Debate

«Um grande livro entre o thriller iniciático e a reconstrução histórica [...]. Diabólico Alekhine, malévolo Larrue. Um romance a não perder.»
Gilles Pudlowski, Service Littéraire

«Absorvente e corajoso, neste livro Larrue espreme todo o sumo da improvável vida de Alekhine.»
Andrés Seoane, El Mundo

DETALHES DO PRODUTO

A Diagonal Alekhine
ISBN: 9789897227691
Edição/reimpressão: 04-2022
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068001105
Idioma: Português
Dimensões: 138 x 209 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 312
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
Arthur Larrue nasceu em Paris em 1984; ensinou literatura francesa em S. Petersburgo entre 2009 e 2103, quando publicou Partir en Guerre, romance autobiográfico onde dá conta das suas ligações ao grupo clandestino Voïna, formado por artistas dissidentes. Depois de publicar várias pequenas novelas, o seu segundo romance, Orlov la Nuit sai em 2019, explorando o mistério da queda do célebre voo da Malasya Airlines na Ucrânia. Escreve para revistas como a Vanity Fair ou a Nouvelle Revue Française. Vive atualmente em Portugal.
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK