Do Natural

Do Natural

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
ISBN:9789897220258
Edição/reimpressão:06-2012
Editor:Quetzal Editores
Código:000068000346
ver detalhes do produto
13,30€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
13,30€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

O tema deste poema em prosa é o fascínio e o temor pela Natureza, e o que a torna incompatível com a sociedade. Nele relata o percurso - a vida, o amor e a morte - de três homens separados no tempo por séculos, cada qual tendo vivido, à sua maneira, o doloroso conflito que se trava entre o Homem e o mundo natural: O pintor Matthaeus Grünewald de Aschaffenburg; o explorador Georg Wilhelm Steller; e o próprio autor. Neste que é o primeiro livro de W.G. Sebald e que se manteve inédito em Portugal até ao momento, encontramos uma poesia atmosférica sobre uma melancólica melodia de fundo - uma verdadeira obra prima da linguagem.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«A escrita parece capaz de abranger tudo – paisagens, acontecimentos históricos, ideias – na formulação exacta de um achado verbal. Uma característica que encontramos também nos outros livros de Sebald, mesmo nos mais assumidamente ficcionais, pelo que não será talvez descabido pensar toda a obra deste autor como um majestoso “poema em prosa»” que procura, de vários modos, resgatar a memória de existências perdidas (ou em risco de se perderem) sob o imenso poder destrutivo do esquecimento.»
José Mário Silva, Expresso

“Ainda existe a grande Literatura? Uma das poucas respostas é a obra de W.G. Sebald.”
Susan Sontag

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Poema essencial
Henrique Fialho - Livreiro Bertrand La Vie Caldas da Rainha |2019-05-08
Marcou a estreia literária de W. G. Sebald. Chamar-lhe elementar pode ser um eufemismo. Na realidade, são três textos onde se cruzam matérias diversas. Se os mistérios da vida, nomeadamente no que têm de estranha relação do homem com a Natureza, são penetrados no texto inicial através da obra de um pintor obscuro, no segundo texto, intitulado "Quedara-me eu no fim do mar", o nervo óptico concentra-se nas aventuras do naturalista Georg Wilhelm Steller, companheiro de Vitus Bering na famosa expedição que tinha por objectivo explorar a Sibéria e em viagens pela costa do Alasca. No texto final o sujeito poético é o próprio autor, na posição autobiográfica de quem procura nos vestígios da memória o princípio de uma organização mental sobre quem se é no lugar onde se está. "Do Natural" não é apenas, deste modo, um poema elementar, é um poema essencial porque nele vislumbramos a pequenez do homem na periferia do Universo. Excelente, a imagem da capa.

DETALHES DO PRODUTO

Do Natural
ISBN:9789897220258
Edição/reimpressão:06-2012
Editor:Quetzal Editores
Código:000068000346
Idioma:Português
Dimensões:127 x 196 x 9 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:112
Tipo de Produto:Livro
W.G. Sebald nasceu em 1944 em Wertach, na Alemanha. Viveu desde 1970 em Norwich, no Reino Unido, onde foi docente de Literatura Alemã. Prosador e ensaísta, é autor de livros que marcaram a literatura contemporânea, como Os Anéis de Saturno, Austerlitz, Os Emigrantes ou História Natural da Destruição, entre outros, tendo sido galardoado com os prémios literários Mörike, Heinrich-Böll, Heinrich-Heine e Joseph Breitbach.
W.G. Sebald morreu em 2001.
A Quetzal inaugurou em 2012, com Do Natural, uma série dedicada às obras de W.G. Sebald.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK