A Sociedade dos Sonhadores Involuntários

avaliação dos leitores (1 comentários)
(1 comentários)
Formatos disponíveis
18,80€ I
15,04€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,80€ I
15,04€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

O jornalista angolano Daniel Benchimol sonha com pessoas que não conhece. Moira Fernandes, artista plástica moçambicana, radicada em Cape Town, encena e fotografa os próprios sonhos. Hélio de Castro, neurocientista brasileiro, filma-os. Hossi Kaley, hoteleiro, antigo guerrilheiro, com um passado obscuro e violento, tem com os sonhos uma relação ainda mais estranha e misteriosa. Os sonhos juntam estas quatro personagens num país dominado por um regime totalitário à beira da completa desagregação.

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários é uma fábula política, satírica e divertida, que desafia e questiona a natureza da realidade, ao mesmo tempo que defende a reabilitação do sonho enquanto instrumento da consciência e da transformação.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Magnífico
Daniela Dengucho - Livraria Bertrand Alameda Shop & Spot | 2023-12-21
José Eduardo Agualusa é um dos grandes escritores do nosso tempo e esta obra é mais uma prova da sua genialidade. Esta obra relembra o leitor da importância de sonhar, porque sonhar é ver a realidade; ver o que está mal, o que deve ser mudado e o que podemos fazer para melhorar a sociedade em que vivemos. A escrita fluída, sarcástica e extremamente divertida promete cativar o leitor da primeira à última página e não vai deixar ninguém indiferente.

DETALHES DO PRODUTO

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários
ISBN: 9789897223327
Edição/reimpressão: 05-2017
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000670
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 231 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 280
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
José Eduardo Agualusa nasceu na cidade do Huambo, em Angola, a 13 de dezembro de 1960. Estudou Agronomia e Silvicultura. Viveu em Lisboa, Luanda, Rio de Janeiro e Berlim. É romancista, contista, cronista e autor de literatura infantil. Os seus romances têm sido distinguidos com os mais prestigiados prémios nacionais e estrangeiros, como, por exemplo, o Grande Prémio de Literatura RTP (atribuído a Nação Crioula, 1998); também os seus contos e livros infantis foram merecedores de prémios, como o Grande Prémio de Conto da APE e o Grande Prémio de Literatura para Crianças da Fundação Calouste Gulbenkian, respetivamente. O Vendedor de Passados ganhou o Independent Foreign Fiction Prize, em 2004, e, mais recentemente, o romance Teoria Geral do Esquecimento foi finalista do Man Booker Internacional, em 2016, e vencedor do International Dublin Literary Award (antigo IMPAC Dublin Award), em 2017.
A partir de 2013, José Eduardo Agualusa começou a publicar a sua obra na Quetzal.
Ver Mais