À Espera no Centeio

À Espera no Centeio

avaliação dos leitores (6 comentários)
(6 comentários)
Publicado pela primeira vez em 1951, é unanimemente considerado um dos mais importantes romances do século XX.
ISBN: 9789725649749
Edição/reimpressão: 10-2011
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000290
ver detalhes do produto
16,60€ I
13,28€ I
-20%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
16,60€ I
13,28€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

A voz do seu protagonista, o anti-herói Holden Caulfield, encontrou eco nos anseios e angústias das camadas mais jovens, tornando-o numa figura icónica do inconformismo. Da mesma forma, os temas da identidade, da sexualidade, da alienação, e do medo de existir, tratados numa linguagem desassombrada e profundamente original, fizeram de The Catcher in the Rye um símbolo da contracultura dos anos 50 e 60. Mas, passados sessenta anos sobre a sua primeira publicação, vendidos mais de 65 milhões de exemplares em quase todas as línguas, e instituído marco incontornável da literatura mundial, À Espera no Centeio mantém toda a actualidade e a frescura da rebelião.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«A sua leitura (é) uma intensa experiência pessoal.»
JL

«É um lembrete permanente da doçura da infância, da hipocrisia do mundo adulto e da estranheza da terra de ninguém que fica entre uma coisa e outra.»
Lev Grossman, Time

«A literatura americana tem três livros perfeitos: o Huckleberry Finn, o Grande Gatsby e o À Espera no Centeio
Adam Gopnik, The New Yorker

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Incomparável...
Patrícia Dengucho - Livreira Bertrand Porto Alameda Shop & Spot | 2019-06-30
Salinger traz-nos uma belíssima história sobre as provações da adolescência. Instável, cansado e desprovido de qualquer crença ou otimismo, Holden Caulfield é a representação mais perfeita de um adolescente moderno na história da literatura. "À Espera no Centeio" não é uma obra sobre acontecimentos. Os acontecimentos narrados são apenas um meio através do qual Salinger nos leva a refletir sobre a cultura de futilidade que prospera nas sociedades modernas. Este livro é, acima de tudo, uma história sobre Holden, sobre o que ele nos revela e o que procura; sobre uma sociedade falhada vista através dos olhos de um jovem.
Muito bonito
Mónica Salvado - Livraria Vasco da Gama | 2019-05-14
O que mais me maravilhou neste livro foi a escrita. O autor dá, de uma forma perfeita, "voz" a um jovem adolescente de meados do século XX, e descreve-nos toda a sua revolta perante a vida e a sociedade. As suas alterações de humor, características destas idades, são "imitadas" na perfeição. É uma obra esplêndida de Saliger.

DETALHES DO PRODUTO

À Espera no Centeio
ISBN: 9789725649749
Edição/reimpressão: 10-2011
Editor: Quetzal Editores
Código: 000068000290
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 233 x 19 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 240
Tipo de Produto: Livro
Escritor norte-americano, nascido em 1919, Jerome David Salinger, foi um símbolo da juventude norte-americana da década de 50, retratando-a e captando a sua linguagem, problemas e experiências. Filho de pai judeu e mãe católica irlandesa, aos dezoito anos teve a oportunidade de passar 5 meses na Europa. Quando regressou aos Estado Unidos, ingressou na Universidade de Nova Iorque e em 1939 inscreveu-se na disciplina de contos na Columbia University, cujo professor era Whit Burnett, fundador da revista Story Magazine.
Combateu na Segunda Guerra Mundial e esteve envolvido na invasão da Normandia.
Salinger é um dos grandes clássicos da literatura norte-americana sendo "À Espera no Centeio", o seu livro mais conhecido e aquele que melhor revela a vida da rica burguesia nova-iorquina, o vazio social e os falsos valores encontrados pelos jovens da época. O seu realismo irónico encontra-se também em obras como "Nine Stories" (1953), "Franny and Zooey" (1961), "Raise High the Roof Beam"," Carpenters" (1963) e "For Esmé - With Love and Squalor" (1986). É também autor de inúmeros contos, muitos deles publicados nas prestigiadas revistas "Esquire" e "New Yorker".
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK