2020-03-04

Vida, ilusões e mudanças na China de hoje.

«A verdadeira China não se limita ao que nos é mostrado nas notícias do dia a dia. Esta é a minha história, tal como a recordo.» Karoline Kan, 30 anos, escreve Sob Céus Vermelhos, o primeiro retrato de uma millennial nascida e criada na China. Um livro traduzido por António Sabler, que chega às livrarias a 6 de março.

Partilhar:

Reconstruindo a história de três gerações da sua família, da pobreza do mundo rural à luta pela sobrevivência na grande cidade, a jornalista Karoline Kan mostra como a China atravessou décadas de penúria, violência política e constrangimentos de toda a espécie: «Quero mostrar a humanidade que existe por detrás dos frios indicadores económicos associados à China, revelar as emoções, escolhas e compromissos, a coragem, o amor e a esperança que nós partilhamos com os povos de todo o mundo.»

Sob Céus Vermelhos é um misto de saga familiar e de memória autobiográfica: descreve a busca de uma vida melhor, a forma como a família enfrenta o passado e quebra as tradições, especialmente as impostas às mulheres. De forma crua e poética, Karoline Kan conta a história comovente da avó e da sua vida durante a Grande Fome; da mãe, que desafiou a Política do Filho Único ao dar à luz a própria Karoline; e de si mesma, como uma jovem ambiciosa e cosmopolita, desejosa de encontrar emprego e amor durante um período repleto de mudanças sociais desconcertantes na China de hoje.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK