2021-11-09

Nostalgia para amantes das motos portuguesas.

Poucas sensações rivalizam com a de conduzir uma moto de 50cc, com os cabelos ao vento e todos os sonhos à velocidade de um motor de outros tempos, que enche as ruas de excentricidade. Quem viveu na época áurea destas motorizadas lembra-as com paixão e saudade. É a pensar nesses tempos que a Quetzal publica 50 Motos Portuguesas, de Pedro Pinto.

Partilhar:

Depois de As Motos da Nossa Vida, este novo livro, 50 Motos Portuguesas, reúne uma lista arriscada e original: 50 grandes motos, de várias cilindradas, concebidas e fabricadas em Portugal. Um registo para amantes de motos – e da nostalgia portuguesa. Estas motos movimentavam uma indústria inventiva e arrojada que enfrentou vicissitudes e, com poucas exceções, não resistiu ao tempo.

A magia das Sachs, o motor das Pachancho, o slogan das Famel ou a elegância das Vilar Cucciolo e das Casal Carina são objetos de desejo para quem viveu essa época de ouro. Nas livrarias a 18 de novembro. Até lá, espreite o vídeo.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK