2021-02-11

Mediterrâneo, de João Luís Barreto Guimarães, vence Prémio de poesia nos Estados Unidos.

Mediterrâneo, de João Luís Barreto Guimarães, traduzido para inglês por Calvin Olsen, foi anunciado no passado sábado como vencedor do Willow Run Poetry Book Award 2020, nos Estados Unidos da América. O autor torna-se, assim, o primeiro português e o terceiro poeta distinguido pelo notável prémio, precedido por Roy Bentley (2019) e Carol Tyx (2018). Além de um prémio monetário, a obra conhecerá agora edição e distribuição no mundo anglo-saxónico, numa edição da Hidden River Press, de Filadélfia, Pensilvânia, dirigida pela escritora Debra Leigh Scott, que presidiu ao júri.

Partilhar:

O livro de João Luís Barreto Guimarães – que além de poeta e tradutor também é médico (Cirurgia Reconstrutiva) – foi distinguido com o Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa, em 2017, e nomeado para o Prémio Camaiore 2019, em Itália. Em abril de 2019, o título Nómada arrecadou o prémio de Melhor Livro de Poesia naquela que foi a primeira distinção nesta categoria dos Prémios Bertrand. Ao Willow Run Poetry Book Award foram admitidos cerca de duas centenas de manuscritos de poetas americanos e não americanos (em tradução), tendo sido selecionados numa primeira fase, 52 semifinalistas e 10 finalistas dos EUA, Reino Unido, Canadá, África do Sul, Suíça, Japão, Índia e China. Mediterrâneo, a obra vencedora, será publicada nos Estados Unidos da América em 2021.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK