2019-06-05

Elena Varvello | A nova autora sensação de Itália

A Vida Feliz, de Elena Varvello, chega na sexta-feira às livrarias nacionais, com a chancela da Quetzal Editores. Não confundir com A Vida é Bela, de Roberto Benigni, menos ainda com a escritora Elena Ferrante. Em comum com estes dois, A Vida Feliz, de Elena Varvello, tem a sua origem (Itália) e qualidade. Essa mesma Itália que distinguiu esta autora com os prémios Settembrini e Bagutta, prémios esses que encontram confirmação e repercussão nos vários países onde tem sido traduzida. Chega agora a Portugal, com A Vida Feliz, um romance de formação com a precisão de um thriller à Hitchcock – e que foi traduzido por Cristina Rodriguez e Artur Guerra.

Partilhar:
Elia Furenti é um rapaz solitário que vive com os pais numa zona isolada. O pai foi despedido e começa a manifestar sintomas de doença mental grave. Elia percebe que alguma coisa estranha se passa. Por seu lado, a mãe recusa-se a tomar conhecimento de todos os sinais. Enquanto isso, um rapazinho foi assassinado. E uma rapariga desapareceu no bosque.

Nesse verão, Anna Trabuio regressa a casa do pai. Demasiado bela e livre, goza de má reputação na pequena comunidade. Trouxe com ela o filho, que se torna próximo de Elia. Este apaixona-se pela mãe do amigo e vai para a cama com ela. Mas não é só a primeira experiência amorosa que faz Elia entrar na idade adulta: depois dessa noite, ele vai descobrir a verdade sobre o pai.

«Um livro belissimamente escrito que faz lembrar Cormac McCarthy.» The Huffington Post

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK