2019-04-04

«Devoção», por Patti Smith, chega amanhã às livrarias

Um testemunho do processo criativo de Patti Smith

Partilhar:
Escrito por uma das artistas mais inspiradoras do nosso tempo, «Devoção» é um testemunho do processo criativo de Patti Smith. Traduzido por Helder Moura Pereira, este novo trabalho da cantora, poeta, compositora e ícone do rock’n’roll dos anos 1970 chega amanhã às livrarias, com o cunho da Quetzal Editores.

Uma bela e original história de obsessão: a de uma patinadora que vive para a sua arte, a do possessivo colecionador que implacavelmente busca o seu prémio, e a de uma relação forjada pela necessidade. Antecede-a um ensaio que esclarece a origem misteriosa deste inquietante conto. A seguir, a verdadeira iluminação: Patti Smith viaja para o Sul de França até à casa de Albert Camus, encontra a sepultura de Simone Weill no cemitério de Ashford, nos arredores de Londres, e persegue as ruas labirínticas e sem nome da Paris de Patrick Modiano e dos seus sonhos de leitora. Escrevendo em cafés e comboios, Patti Smith abre generosamente os seus cadernos de apontamentos e revela a alquimia do seu trabalho, neste vibrante livro sobre a escrita e a razão pela qual escrevemos — e vivemos.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK