2021-06-22

Como a viagem pode mudar o [nosso] mundo.

Andrew Solomon, autor de O Demónio da Depressão, Longe da Árvore e Um Crime da Solidão, tem entrada direta na coleção Terra Incognita da Quetzal com a edição portuguesa de Lugares Distantes, uma seleção dos seus melhores textos de viagem, com tradução de Telma Costa. Chega às livrarias a 24 de junho.

Partilhar:

«O autor de O Demónio da Depressão dedica-se, neste livro, ao universo que fica precisamente do outro lado dessa descida aos nossos infernos e infortúnios: a viagem – “Viajar é o oposto da depressão. A depressão é enroscar-se para dentro e viajar é abrir-se ao exterior”», escreve Francisco José Viegas, ressalvando: «Não há qualquer solenidade notória na escrita de Solomon; escreve para viajantes que perseguem o espírito de curiosidade e abundância de desconhecido.»

Das noites de Moscovo em 1991 até às ruínas e à violência da Líbia, passando pela obsessão com o corpo no Brasil, pelas paisagens das Ilhas Solomon, pelo silêncio da Mongólia, pelo maravilhamento com a comida e a arte da China, Andrew Solomon leva-nos a compreender o mundo, deixando o foco na autenticidade dos lugares. Sob o manto delicado de algum sentimentalismo, Solomon mostra como o mundo se transforma, como a realidade é sempre mais assombrosa do que a nossa imaginação: «Um viajante não se pode dar com as outras pessoas fingindo ser exatamente como elas são; mas pode dialogar sobre as suas diferenças, deixando de parte a suposição de que o seu modo de vida é preferível ao delas».

••••

Terra Incognita é o nome da coleção de literatura de viagem da Quetzal. Mais do que livros de viagens, com um formato especial, Terra Incognita reúne títulos e autores que desprezam a ideia de turismo e fazem da viagem um modo de conhecimento.

 

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK