Ficha do produto
Quatro Últimas Canções
Histórias de amor e de música que se entrelaçam e desenvolvem em contraponto
Código: 00349
Última edição: janeiro de 2009
N.º de páginas: 208
Editor: Quetzal Editores
ISBN: 9789725647608
Em stock - Envio imediato
 

Sobre o livro

Sinopse
Em Quatro Últimas Canções há histórias de amor e de música que se entrelaçam e desenvolvem em contraponto. Nesse contraponto, o jogo de espelhos entre um espaço real e um espaço virtual, as casas de Mateus e de Constantim, respectivamente, abre um quadro cénico que torna possível reenvios, perspectiva e efeitos romanescos de vária ordem. Neste seu romance, cuja primeira edição é de 1987, Vasco Graça Moura mostra a importância da lição dos nossos grandes romancistas do século xix para a ficção de finais do século xx.

Quatro Últimas Canções de Vasco Graça Moura

Detalhes do produto


Quatro Últimas Canções de Vasco Graça Moura

Ano de edição ou reimpressão: 2009

Editor: Quetzal Editores

Idioma: Português

Dimensões: 151 x 231 x 16 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 208

Classificação: Contos

 

Outros livros

Personagem polifacetada da vida cultural portuguesa (Foz do Douro, 3 de Janeiro de 1942 — Lisboa, 27 de Abril 2014). Poeta, romancista, ensaísta, tradutor, foi secretário de Estado de dois Governos provisórios, desempenhou funções directivas na RTP, na Imprensa Nacional e na Comissão para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Em 1999, foi eleito deputado ao Parlamento Europeu. Para ele, a poesia "é uma questão de técnica e de melancolia", crescendo d' A Furiosa Paixão pelo Tangível através de uma densa rede metafórica que combina a intertextualidade, relacionada especialmente com Camões, Jorge de Sena, Dante, Shakespeare e Rilke, objectos privilegiados de estudo deste autor, e uma tendência ironicamente discursivista assente na agilidade sintáctica. É autor de três ensaios sobre Camões: Luís de Camões: Alguns Desafios (1980), Camões e (...)