Ficha do produto
O Grande Bazar Ferroviário
Código: 00237
Última edição: maio de 2011
N.º de páginas: 480
Editor: Quetzal Editores
ISBN: 9789725649480
Em stock - Envio imediato
 

Sobre o livro

Sinopse
O Grande Bazar Ferroviário é a narrativa que Paul Theroux faz da sua épica viagem pelos caminhos-de-ferro da Ásia. Repleta de evocativos nomes de comboios lendários - o Expresso do Oriente, o Correio de Khaibar para o Entroncamento de Lahore, o Correio de Deli proveniente de Jaipur, ou o Expresso Transiberiano, entre outros -, descreve os muitos lugares, culturas e paisagens por onde passou e as pessoas fascinantes que conheceu. De farrapos de tagarelice a monólogos ocasionais, passando por envolventes conversas com outros passageiros - como com Molesworth, um agente de actores britânico, ou Sadik, um ricaço turco -, este é um maravilhoso relato das alegrias românticas das viagens ferroviárias.

O Grande Bazar Ferroviário de Paul Theroux

Detalhes do produto


O Grande Bazar Ferroviário de Paul Theroux

Ano de edição ou reimpressão: 2011

Editor: Quetzal Editores

Idioma: Português

Dimensões: 151 x 236 x 33 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 480

Classificação: Literatura de Viagem

 

Outros livros

Bibliografia

2017  Quetzal Editores
2016  Quetzal Editores
2015  Quetzal Editores
2014  Quetzal Editores
2013  Quetzal Editores
2012  Quetzal Editores
2011  Quetzal Editores
Paul Theroux nasceu em Medford, no Massachusetts, em 1941. O pai era canadiano francófono e a mãe italiana, e Paul um dos sete irmãos. Frequentou as universidades do Maine e posteriormente do Massachusetts, bem como o curso de escrita criativa que fez com o poeta Joseph Langland o levasse a descobrir que escrever era o que queria fazer na vida. Viveu em Itália, onde foi leitor; no Maláui, onde também ensinou e esteve envolvido no golpe de Estado – falhado – que tentou depor o então presidente-ditador; no Uganda, onde deu aulas de inglês e não só conheceu a sua futura mulher como também encontrou, pela primeira vez, V.S. Naipaul (que viria a ser seu grande amigo e mentor); e em Singapura. A par das colaborações regulares que manteve ao longo dos anos com as revistas Playboy, Esquire e Atlantic Monthly, escreveu dezenas de romances (alguns adaptados ao cinema), ensaios e (...)