Ficha do produto
Galveias
Prémio Oceanos 2016
Código: 00484
Última edição: outubro de 2014
N.º de páginas: 280
Editor: Quetzal Editores
ISBN: 9789897221798
Coleção: Língua Comum
Em stock - Envio imediato
PÁGINAS
 

Sobre o livro

Sinopse
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para a Formação de Adultos como sugestão de leitura.

Galveias está entre os grandes romances alguma vez escritos sobre a ruralidade portuguesa.
O universo toca uma pequena vila com um mistério imenso. Esse é o ponto de acesso ao elenco de personagens que compõe este romance e que, capítulo a capítulo, ergue um mundo.
Como uma condensação de portugalidade, Galveias é um retrato de vida, imagem despudorada de uma realidade que atravessa o país e que, em grande medida, contribui para traçar-lhe a sua identidade mais profunda.

Galveias de José Luís Peixoto

Críticas de imprensa
«Como Saramago, José Luís Peixoto é um escritor tocado pelo génio.»
Urbano Tavares Rodrigues

«Estamos perante um grande ficcionista e, também, um grande prosador da língua portuguesa, capaz de extraordinárias notações do real, de ritmos inovadores e até de uma relação estrutural com as formas musicais que não tem precedentes entre nós.»
Vasco Graça Moura

«Um dos escritores mais dotados do seu país.»
Le Monde

«Peixoto tem uma extraordinária forma de interpretar o mundo, expressa pelas suas escolhas certeiras de linguagem e de imagens.»
Times Literary Supplement

«Peixoto articula um interessante discurso sobre a identidade e a orfandade, e elabora em paralelo um maravilhoso retrato psicológico do mundo rural português.»
El País

Detalhes do produto


Galveias de José Luís Peixoto

Ano de edição ou reimpressão: 2014

Editor: Quetzal Editores

Idioma: Português

Dimensões: 150 x 235 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 280

Coleção: Língua Comum

Classificação: Romance, Sugestões de Leitura

 

Outros livros

José Luís Peixoto nasceu em Galveias, em 1974.
É um dos autores de maior destaque da literatura portuguesa contemporânea. A sua obra ficcional e poética figura em dezenas de antologias, traduzidas num vasto número de idiomas, e é estudada em diversas universidades nacionais e estrangeiras.
Em 2001, acompanhando um imenso reconhecimento da crítica e do público, foi atribuído o Prémio Literário José Saramago ao romance Nenhum Olhar. Em 2007, Cemitério de Pianos recebeu o Prémio Cálamo Otra Mirada, destinado ao melhor romance estrangeiro publicado em Espanha. Com Livro, venceu o prémio Libro d'Europa, atribuído em Itália ao melhor romance europeu publicado no ano anterior, e em 2016 recebeu, no Brasil, o Prémio Oeanos com Galveias. As suas obras foram ainda finalistas de prémios internacionais como o Femina (França), Impac Dublin (...)